Embasa descobre ‘gato’ que puxava água para 33 casas e supermercado em Lauro


Um “gato” de água extenso foi descoberto nessa quarta-feira (7) em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). O canal puxava água irregularmente para 33 residências e um supermercado. A fraude foi revelada em uma fiscalização da Embasa com apoio das polícias Civil e Militar e pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Segundo a Embasa, havia a suspeita de abastecimento irregular no edifício por conta de a ligação de água estar cortada por falta de pagamento. Havia 184 faturas em aberto, mas os responsáveis pelo imóvel não pediram a religação. Diante do fato, a empresa foi até o local e descobriu a fraude.

Ao chegar no local, foi descoberto a irregularidade em 13 residências e em um supermercado no térreo do edifício. Depois, a fiscalização constatou que outras 20 casas vizinhas também se beneficiavam do “gato”. Após as notificações, foi determinado que os responsáveis pelos imóveis serão chamados à delegacia para prestar esclarecimentos no inquérito policial.

A concessionária estatal diz que o furto de água é crime contra o patrimônio, segundo o artigo 155 do Código Penal Brasileiro. A pena prevista na lei é reclusão de um a quatro anos e multa.