google.com, pub-5684687435785895, DIRECT, f08c47fec0942fa0

Notícias

Brasil registra quase 50.000 mortes por coronavírus à medida que a crise se aprofunda

Quase 50.000 pessoas morreram por causa do coronavírus no Brasil, o segundo maior ponto do mundo, com 1.022 mortes nas últimas 24 horas, informou o Ministério da Saúde no sábado.

Um total de 49.976 pessoas morreram oficialmente do COVID-19 no Brasil, segundo o ministério, com um total de 1.067.579 casos confirmados. Apenas os Estados Unidos registraram mais mortes e casos.

Veja ainda:

O Brasil confirmou seu primeiro caso do novo coronavírus em 26 de fevereiro e passou 1 milhão de casos na sexta-feira. Especialistas dizem que os números verdadeiros provavelmente são muito mais altos devido à falta de testes generalizados.

Relacionado:

Coronavírus: Brasil supera um milhão de casos

Desde a sua chegada ao país de tamanho continental, o vírus se espalhou incansavelmente, corroendo o apoio ao presidente de direita Jair Bolsonaro e aumentando os temores de colapso econômico após anos de crescimento anêmico.

Bolsonaro, às vezes chamado de “Trump Tropical”, tem sido amplamente criticado por lidar com a crise. O país ainda não tem ministro permanente da saúde, depois de perder dois desde abril, após confrontos com o presidente.

Bolsonaro evitou o distanciamento social, chamando-o de medida de abandono de emprego mais perigosa que o próprio vírus. Ele também promoveu dois medicamentos antimaláricos como remédios, cloroquina e hidroxicloroquina, apesar de poucas evidências de que funcionem.

O Brasil não é o único país da América Latina a ser atingido com força pelo surto. No sábado, a região passou em 2 milhões de casos, com 2.004.019 registrados de acordo com uma contagem da Reuters.

Últimas Notícias